Tag: "experimental"

terça-feira, 2/ago/2016 às 09:03am

Bowl Ilha do Ferro, de Rodrigo Almeida e Ze Crente

Bowl Ilha do Ferro, de Rodrigo Almeida e Ze Crente

 

 

O Grupo Design Armorial resgata a manufatura dos sertões na exposição “Afluentes”, que inaugura dia 8 de agosto na Legado Arte.

Um novo olhar ilumina o Brasil profundo: de costas para a costa, montado no lombo de um cavalo direto para o sertão. É uma viagem que valoriza o interior e o comportamento desacelerado. É sobre ter paciência para encontrar poesia e inspiração no simples passar do tempo.

No mundo bombardeado de informações velozes e descartáveis, de desejos inatingíveis e ansiedade máxima, olhar para o que está ao redor e descobrir a potencialidade criativa no que é local tem se desenhado como uma grande inspiração para o design brasileiro impregnado de lirismo e surrealidade.

Essa aventura remete à herança cultural cart...

continue lendo...

1. Os Viajantes – Cidadão Instigado

2. Last Remnants – Koreless

3. Ingazeiras – Ednardo

4. Zapateo – Mala Feat. Colectivo Palenke

5. Letters of a Traveller – Ólafur Arnalds & Alice Sara Ott

6. Pé de Espinho – Régis & Rogério

7. Days – Weval

8. Chão de Giz – Zé de Ramalho

9. Wind – Hauschka

10. Como As Primeiras Chuvas do Caju – Angela Linhares

11. Aurora – Eduardo

comente up

terça-feira, 27/maio/2014 às 06:11am

Renata Bastos na performance da PUKET dirigida por Karlla Girotto

Renata Bastos na performance da PUKET dirigida por Karlla Girotto

Sou entusiasta do SP.ECOERA, pois ele provoca reflexões que na maioria das vezes – e das pessoas – é difícil de admitir: o projeto de futuro elaborado no passado não está dando muito certo no conturbado presente.

 

Com sua plataforma de construção de um novo posicionamento cultural sobre a tão falada Economia Criativa, Chiara Gadaleta reúne designers, marcas e consumidores interessados em um mercado mais justo e mais limpo. É preciso estar atento aos sinais.

 

Em sua 4ª edição, o foco é o real papel da moda no dia a dia no Brasil, e como usar a moda a nosso favor. O evento abre espaço para discussões e mesas redondas sobre temas como “Moda para Todos X Estereótipos Antigos, Valorização do Feito a Mão X Trab...

continue lendo...
  • 01. Underneath The Mango Tree – Cibelle
  • 02. Beleza Pura – A Cor Do Som
  • 03. It’s Time To Wake Up 2023 – La Femme
  • 04. I.N.V.I.N.C.I.B.L.E – Ebony Bones
  • 05. Merci – Stromae
  • 06. Boulevard Du Crépuscule – Pendentif
  • 07. Underwater Love – Smoke City
  • 08. Samba Da Benção – Bebel Gilberto
  • 09. Water Me – FKA Twigs
  • 10. Beija Flor – Raz Ohara
  • 11. Petrona Martinez/ Un Niño que llora en los montes de Maria + El Hueso – King Coya

 

comente up

27/05/2014 às 6:42
Seta

Super

segunda-feira, 10/mar/2014 às 05:33am

O livro Facing The Other Way

Em sua estréia como colaborador da Shhh.Fm, o consultor publicitário Mauricio Tortosa revela em palavras e sons a importância da seminal gravadora 4AD, que mudou o jeito de produzir e comercializar música nos anos 80.

________________________

“To suggest is to create; to describe is to destroy” (Robert Doisneau)

 

4AD – FACING THE OTHER WAY, por Mauricio Tortosa

 

Para Ivo Watts-Russell, aristocrata, recluso, ícone, mito, só importava a música e sua “embalagem” quando fundou a 4AD em 1980. Junto com o designer Vaughan Oliver e o fotógrafo Nigel Grierson, criou uma marca, uma identidade e um legado de influência, ousadia e talento difícil de superar.

...

continue lendo...

________________________

1980

________________________

1. The Spy in the Cab – Bauhaus (CAD13)

“In the Flat Field” foi o primeiro LP lançado pela 4AD e também o primeiro LP do Bauhaus. Com aval de Ivo, o próprio Bauhaus produziu o álbum. A arte da capa é uma foto do americano Duane Michals, que escandalizou pelo apelo homoerótico. A crítica musical acabou com eles, mas o público aprovou: lideraram a parada dos independentes. A 4AD nasceu como um braço da Beggars Banquet e o sucesso desse disco permitiu que a gravadora assumisse seu próprio destino. Um presente e tanto para Ivo no seu primeiro ano.

 

2. The Friend Catcher [7″ Single] – The Birthday Party (AD12)

Essa era a música favorita de Ivo. The Birthday Party misturava blues, garage rock, punk, letras profanas e vocais demoníacos de Nick Cave, como pode ser visto no vídeo “Nick The Stripper” – faixa do primeiro LP da banda, “Prayers on Fire”. Foi Nick Cave que apresentou Robin e Liz Fraser (Cocteau Twins) para a 4AD.

________________________

1981

________________________

3. Gathering Dust [7″ Single] – Modern English (AD 15A)

É o segundo single do Modern English. Ivo considerava esse um dos mais subestimados hinos do pós-punk. Foi uma das primeiras vezes que ele influenciou a gravação de uma música.

________________________

1983

________________________

4. Hitherto – Cocteau Twins (BAD 314)

É a música que Ivo mostra para as pessoas que nunca ouviram o Cocteau Twins. Talvez seja a faixa deles que mais gosta. Faz parte do EP “Sunburst and Snowblind”, resultado de muita improvisação e experimentação; produzida e gravada em Edinburgh, sem John Fryer. Liz e Robin estavam completamente apaixonados.

 

5. Sixteen Days / Gathering Dust – This Mortal Coil (601 142)

Raríssimo single 12″ do This Mortal Coil. Ivo decidiu gravar sua própria versão das músicas do Modern English, com a própria banda tocando no fundo e os vocais de Elizabeth Fraser e Gordon Sharp – artista escocês transexual, amigo dos Cocteau Twins, também conhecido como Cindy.

 

6. Song to The Siren – This Mortal Coil (601 142)

É a música que melhor representa o que foi a 4AD. Ivo declarou ao Melody Maker que essa era a música mais bonita escrita por alguém e a que mais mexeu com ele. Tim Buckley gravou a track em 1968 e a regravou em 1970. É uma homenagem a Homero da “Odisséia”, sobre o estrago inevitável que o amor pode causar. Ivo convenceu Liz Fraser a gravar a música a capella. Deu a ela um cassete com a música para ir se familiarizando. Quando chegou ao estúdio, veio com Robin Guthrie junto. Foi um grande presente porque Ivo não sabia o que colocar entre os vocais e então Robin colocou guitarra, a sonoridade perfeita para a voz de Liz. Ficou na parada dos independentes por 101 semanas., o quarto single independente mais longevo, atrás somente de ‘Bela Lugosi’s Dead’ do Bauhaus (131 semanas), ‘Blue Monday’ do New Order (186 semanas) e ‘Love Will Tear Us Apart’ do Joy Division (195 semanas).

________________________

1984

________________________

7. Pearly-Dewdrops’ Drops (12″ Version) – Cocteau Twins (BAD 405)

Parte do single “The Spangle Maker”, marca período de transição para o Cocteau Twins com a entrada de Simon Raymonde. Mais reverb, distorção, snare e espaço nas músicas. Ivo estava dirigindo quando ouviu “Pearly-Dewdrops’ Drops” pela primeira vez. Parou no acostamento e começou a chorar. O single foi o maior sucesso dos Cocteau Twins até então. Foi o primeiro Top 30 hit da 4AD no chart dos independentes.

________________________

1985

________________________

8.  De Profundis (Out of the Depths of Sorrow) – Dead Can Dance (CAD 512)

Lisa Gerrard parece cantar em Latim mas na verdade canta na sua própria língua, a exemplo de Elizabeth Fraser.

 

9. Love Insane (featuring Elizabeth Fraser) – Dif Juz (CAD 505)

Com início em Dezembro de 1984 o Dif Juz e o Cocteau Twins fizeram uma turnê completa pelo Reino Unido, com uma noite lendária no Royal Festival Hall. “O ‘Dif Juz’ era excitante, diferente, rítmico, fora da caixa, muito poderoso. Eles me deixaram chapado!”, diz Robin Guthrie, que produziu o disco com vocais de Liz. A música é sobre o sofrimento de um relacionamento que terminou.

________________________

1986

________________________

10. Sea, Swallow Me (featuring Elizabeth Fraser) – Harold Budd, Elizabeth Fraser, Robin Guthrie e Simon Raymonde (CAD 611)

O pianista californiano Harold Budd já era uma lenda – produzido por Brian Eno em 1978 – quando gravou “The Moon And The Melodies” com o Cocteau Twins. Esse projeto nasceu para ser um documentário do Channel 4 (não foi pra frente por falta de recursos!) que uniria músicos de gêneros diferentes. Acharam que o material era muito bom para ser descartado e resolveram editar o LP. Eles nunca quiseram o nome Cocteau Twins envolvido porque não consideravam um projeto oficial da banda. Budd chegava no estúdio com eles e deixava rolar, sem ensaio.

 

11. Tarantula – This Mortal Coil (DAD 609)

In 2012, no press release de lançamento do álbum “Green to Blue” da banda Breathless, Ivo declarou “sem exagero, Dominic Appleton é de longe meu cantor masculino vivo favorito. Ele tem uma voz triste e linda que vem com melodias idem”. O fato de Dominic Appleton ser assumidamente gay nunca foi um problema para Ivo.

 

12. Love’s Easy Tears – Cocteau Twins (80271)

Reverb ensurdecedor. Tem que ouvir altíssimo. Há o vídeo no site deles, lindo. É a minha música favorita dos Cocteau Twins. Ouvi a primeira vez em vinil em 33 rpm, que gravei num cassete. O single foi gravado em 45 rpm. Só descobrii que ouvi a música em rotação errada em 1991, quando comprei a caixa de CD com todos os singles deles. “My Bloody Valentine” está todo aqui.

comente up

10/03/2014 às 7:22
Seta

<3

10/03/2014 às 12:39
Seta

sensacional

10/03/2014 às 12:45
Seta

Cocteau Twins é sempre uma delícia.

11/03/2014 às 10:36
Seta

i could die in a rosary

domingo, 29/set/2013 às 03:01pm

DJ Rebel K

Para celebrar os 17 anos da creperia Anjo Solto, point de resistência na noite de Recife, o DJ Rebel K apresenta uma mixtape em que prevalece a mistura de estilos.

 

“E com forte tendência aos novos retrôs-psicodelicos de bandas como Foxygen e Unknown Mortal Orchestra, passando pela lisergia estranha do Connan Mockasin e aos originals 60s – France Gall, Marianne Faithful e Captain Beefheart”, reforça Rebel K.

 

Tudo isso “somado à surf music obscura do La Femme, o lo-fi do Dirty Beaches, o dream pop do Beach House e outras influencias contemporâneas pensadas para o ambiente arrojado e elegante que é o restaurante e creperia Anjo Solto, que é referência da noite recifense, finaliza.

 

O continue lendo...

  • 01. Faking Jazz Together – Connan Mockasin
  • 02. True Blue – Dirty Beaches
  • 03. Make it know – Foxygen
  • 04. Laisse Tomber, Les Filles – France Gall
  • 05. Humanized – Sola Rosa Feat. Bajka
  • 06. Zoe – Gabriel Bruce
  • 07. Bo Jacksons (Original Mix) – Kent Odessa
  • 08. Don’t You Know – Jan Hammer Group
  • 09. So Good At Being In Trouble – Unknown Mortal Orchestra
  • 10. Lazuli – Beach House
  • 11. Goodbye Johnny – Primal Scream
  • 12. Luv Checkout – I Monster
  • 13. Dream of You – Lonesome Wyatt & The Holy Spooks
  • 14. Hypsoline – La Femme
  • 15. Howling (Radio Version) – Ry & Frankie Wiedemann
  • 16. As Tears Go By – Marianne Faithful
  • 17. You Need The Drugs – Westbam Feat. Richard Butler
  • 18. Record Shop – Pablo
  • 19. Abba Zaba – Captain Beefheart & His Magic Band
  • 20. Washington Street – Laurie Anderson
  • 21. I’m Waiting Here – David Lynch Feat. Lykke Li

comente up

30/09/2013 às 14:05
Seta

<3

24/02/2014 às 11:13
Seta

viciada :( precisava do meu Cd aqui mas agora vou poder ouvir eeeeee

quarta-feira, 3/jul/2013 às 04:28am

Funtasy, by Cristiano Sérgio

 

A edição #7 da emagalog ParkShopping está no ar e celebra a chegada do Inverno 2013 com fashionvideo, mixtape e ensaios fotográficos. Leia aqui.

________________________

SONHAR ACORDADO

A moda, senhora dos tempos e cronista dos comportamentos, propõe um novo olhar sobre o Inverno. Nada de roupas muito pesadas, afinal, a estação nos trópicos é ligeira e não segura temperaturas mínimas por muitos dias. O investimento é nos itens, os famosos separates, que misturados garantem vida longa às compras.

É nesse cenário clim...

continue lendo...
  • 01. Electro Melodie N•01 – Dante Ielo
  • 02. Silver Lake – Miss Kittin
  • 03. Titanium – Kraftwerk
  • 04. Fly – The Child of Lov
  • 05. Uptown Top Ranking – Tristesse Contemporaine
  • 06. Hommage (Feat. Wanja) – David August
  • 07. Embrasse Moi (Memory Tapes Remix) – Pendentif
  • 08. Pop Heart (Grand Atrium Remix) – Heartsrovolution
  • 09. Wings – Haerts
  • 10. So High – Ghots Loft

comente up

sexta-feira, 21/jun/2013 às 03:02pm

#forafeliciano

Tanta coisa pra pensar (e ler) nesse dia em que o Inverno 2013 oficialmente começa, especialmente sobre esses dias de revolta que começam a ficar mais claros a partir de reflexões menos acaloradas e mais analíticas.

Que bom que o Inverno 2013 chegou e com ele um recolhimento – nada a ver com apatia, conformismo ou medo –, ideal para focar em tomadas de decisões e posturas mais construtivas.

Para esse momento, uma série de links sobre o que está acontecendo:

___________________________
“Está tudo tão estranho, e não é à toa.”

+ Leia mais aqui

___________________________
R...

continue lendo...
  • 01. Winter SolShhhtice – JAX
  • 02. Sunset Mission – Miss Kittin
  • 03. A Violent Sky – Apparat
  • 04. Ingenue – Amok
  • 05. Again – Archive
  • 06. Makin A Living – The African Dream
  • 07. And I Say (Xinobi Edit) – Nicolas Jaar
  • 08. Tezeta – Mahmoud Ahmed
  • 09. Black Sands – Bonobo

comente up

09/07/2013 às 6:31
Seta

Revoltante!!!!!!

quinta-feira, 10/jan/2013 às 06:24pm

As incertezas sobre o apocalipse chegaram ao fim e um novo ano começa, desconfortavelmente, com novas incertezas sobre uma tão esperada era de paz.

 

Nesse cenário encardido, sacudido por instabilidades emocionais e uma overdose inaceitável de violência, se faz necessária uma reflexão sobre o grande bem-estar individualista de massa em tempos de supremacia da cultura de nicho.

 

2013 começa envolto numa intensa névoa de fins. O fim das utopias a longo prazo. O fim dos espaços livres. O fim da expectativa do fim.

 

É o vazio acelerado que move os indivíduos para um terreno perigoso da crença no tempo presente total e absoluto, que mata o passado e propõe menos romantismo na ideia do futuro.

&nb...

continue lendo...
  • 01. 2013, The Beginning – Shhhpeaking Opening
  • 02. Basement Love (Pachanga Boys Point Of View) – Bot’Ox
  • 03.The Giver – Duke Dumont
  • 04. Howling (Âme Remix) – Ry & Frank Wiedermann
  • 05. Solar Flare – Guillaume And The Coutu Dumonts
  • 06. Humedad (DJs Pareja Remix) – MKRNI
  • 07. New Guy In Town (DJs Pareja Remix) – Alejandro Paz
  • 08. Chupa – Sano & Naty
  • 09. Boogie In Zero Gravity (Populette Remix) – Black Strobe
  • 10. Voodoo Dilate (Samo) – Kris Menace Feat. Chelonis R. Jones
  • 11. Fresh Water – Tale Of Us Feat. The Das
  • 12. Pleine Lune – Trésors
  • 13. On Ne Meurt Plus D’Amour – Robi
  • 14. Fresh Eyes – Nautic
  • 15. Transmission – Stranded Horse Feat. Boubacar Cissokho, Poulo K, Bakoutoubo Dambakhate
  • 16. Waltz Away – Barnaby Bennett
  • 17. Where Are We Now? – David Bowie

comente up

10/01/2013 às 18:43
Seta

Vazio acelerado! Razô

AD
11/01/2013 às 14:39
Seta

Obrigado!

11/01/2013 às 16:23
Seta

Amo sempre. Em 2013 vai ser mais ainda :)

12/01/2013 às 8:29
Seta

Love it!!!!

30/01/2013 às 13:08
Seta

Sempre com o dedo no pulso do mundo! Verdade, estamos ansiosos pelo desacelerar. Trilha nota 10, como sempre! bjs

segunda-feira, 10/dez/2012 às 06:27am

Ao lançar o projeto Yes Wedding, Sergio Morisson e Fernanda Suplicy, estavam atestando em formato de site e plataforma de negócios, a exposição de um tema que há muito tenho estudado, a importância do amor como estratégia de transformação. Inspirado por essa celebração, publico essa mixtape.

 

Aqui o tema é o Amor, elevado à categoria de tendência a partir da observação de uma nova realidade que promete desenhar essa década, em que o homem fragmentado por relações e identidades cada vez mais fluidas, se encontra precisando de calor, de memória e tradição.

 

O Yes Wedding tem se dedicado a mapear toda a indústria que envolve a experiência do casamento – estilo, foto, video, gastronomia, decoração – num...

continue lendo...
  • 01. Wedding Strings – SHHH.FM
  • *As fotos são originalmente publicações do site Yes Wedding 

comente up

14/12/2012 às 3:49
Seta

Já toh indo pra 4a audição, no repeat… que playlist sensacional!!! Tudo o que precisava pra esse fim de ano… Obrigado!!! 😉

14/11/2014 às 0:24
Seta

Gee wirlikels, that’s such a great post!

terça-feira, 2/out/2012 às 11:55am

A decisão de Walter Rodrigues em colocar sua criatividade a favor de novos processos mercadológicos é sem dúvida uma atitude madura, corajosa e renovadora para os mecanismos de produção e lançamento de moda no Brasil. Pura inspiração para essa mixtape dedicada a ele.

 

Para uns pode ter soado loucura, para outros, um ato impensado. Mas, ao conversar com Walter Rodrigues depois de assistir a uma palestra brilhante sobre seu processo criativo ficou muito claro que sua decisão era mais do que um ato de desistência. Era, e é, um ato de renovação profissional e pessoal.

 

Walter me contou sobre seus novos planos durante um grande workshop para a Renner, que tivemos a honra de elaborar e participar ao lado de Andrea Bisker, ...

continue lendo...
  • 01. Iris – Wim Mertens
  • 02. Shallow Then Halo – Cocteau Twins
  • 03. Yulunga – Dead Can Dance
  • 04. Please Please Please Let Me Get What I Want – The Smiths
  • 05. Colour Of Pigeons – The Knife
  • 06. All Cats Are Grey – The Cure
  • 07. Train Of Thoughts – Gonzales
  • 08. Ceremony – New Order
  • 09. Infinite Love Without Fulfilment – Grimes
  • 10. Sweet Harmony – Beloved
  • 11. All Around – CEO

comente up

03/10/2012 às 3:32
Seta

Ver uma geleira é uma experiência impressionante. A gente pega um barco lotado de turistas tagarelas e coloridos e vai em direção a uma muralha imensa de degrades de azuis e brancos congelados pela ação do tempo há milhares de anos. O impressionante, então, começa a ganhar contorno. Conforme o barco se aproxima, o silêncio que se instala é solene e cala fundo na alma porque o que se vê, pede e precisa de alma e silêncio.
Ver o ultimo desfile do Walter Rodrigues no Park Shopping, em setembro, me fez lembrar dessa experiência. De repente, o barco lotado de turistas (freqüentadores do shopping) se calou perante a solenidade colocada por um trabalho cheio de tempo, cheio de degrades de tempo.
As camadas de construções, de formas e acabamentos primorosos, os tecidos que dizem de um jeito de fazer e pensar moda de uma época e aquela solenidade… A solenidade colocada pelas coisas grandiosas. Foi bonito e emocionante!
A geleira quebra o silêncio ao lançar pedaços gigantes de gelo sobre as águas, que vão se liquefazer, ganhar novos rumos no vasto mundo oceânico. E Walter, ao desprender camadas de tempo, também está se permitindo ganhar novos rumos no vasto oceano do pensamento e do fazer. Que as moléculas da matéria que constituem seu trabalho continuem seu ciclo de beleza.

03/10/2012 às 4:50
Seta

começando a ouvir…gostosoooo
tb dj e inspiração de primeira

03/10/2012 às 5:40
Seta

+ q D +

12/10/2012 às 7:28
Seta

Essa trilha…já faz parte das caminhadas matinais aq no calçadão!!!! …\o/…

03/11/2012 às 15:51
Seta

Stars in my eyes
Stars in my face

sexta-feira, 21/set/2012 às 10:03am

Em resposta ao cenário de crise que assombra o mercado internacional, a moda pincela tudo com cores otimistas, leves, de tonalidades quase infantis.

Nessa trilha, a emagalog ParkShopping propõe paraísos artificiais edificados com balões de gás e água de piscina para anunciar a chegada da na Primavera-Verão 2012/13. Faça dwd aqui.

Nesse mundo cor-de-rosa, Talytha Pugliesi é a estrela convidada a traduzir a sensualidade nada explícita de uma temporada que valoriza a personalidade e a atitude positiva muito mais do que as curvas de verões passados.

Eis o convite para descob...

continue lendo...
  • 01. Paradise In Rainforest – Shhh’s Prologue
  • 02. Magic Hurricane – Sebastien Tellier
  • 03. Like This – Tulipa Ruiz
  • 04. Moon – Thiago Pethit
  • 05. This Head I Hold – Electric Guest
  • 06. Sunset – The XX
  • 07. Nightmusic – Grimes Feat. Majical Clouds
  • 08. I Wanna Be Your Man (Drop The Lime Remix) – Willy Moon
  • 09. Go – Moby
  • 10. Nero’s Nocturne – Chilly Gonzales
  • 11. Nights In White Satin – The Moody Blues

comente up

21/09/2012 às 11:32
Seta

lindo. viciante. libera o download jax 😉

Ad
21/09/2012 às 12:46
Seta

LINDO SET.
FRESH.
DOCE.
DO CORAÇÃO.
Jax Forever

28/09/2012 às 9:08
Seta

Sem palavras!